Treinamento Físico na Gestação!

Vocês já devem ter visto a frase “gravidez não é doença” e, sem dúvida isso é uma verdade, gravidez se trata de um momento de muitas mudanças corporais, mas nem por isso é ruim. Claro, a casos que requerem mais atenção, sabemos que existe gravidez de risco, na qual a gestante irá se reservar ao máximo em qualquer atividade física que for fazer. Mas, nós aqui, queremos falar para as mamães que não tem contra indicação médica para realizar exercício físico, pois quem pode dar esse aval de fazer ou não algum treino físico é o profissional médico.

Partimos do princípio, após a mulher confirmar estar gestante, iniciasse o pré-natal, no qual terá acompanhamento médico para avaliar sua saúde, e nessas primeiras consultas que lhe será dito se ela está apta a continuar com as atividades ou iniciar caso seja uma pessoa sedentária.

Se essa pessoa já pratica algum exercício físico ótimo, será muito mais fácil, pois quando já é ativa, só a necessidade de ajustar seu treino, daí mais uma vez a importância de estar acompanhada por um profissional de Educação Física que tenha conhecimento para trabalhar com esse público. Sabemos que desde os primeiros meses de gestação a intensidade dos treinos deve ser reduzido e até mesmo alguns exercícios retirados dos treinos, principalmente exercícios que gerem muito impacto, forte contração na região abdominal e excesso de carga.

Já as mamães que se encontram sedentárias devesse ter um pouco mais de cuidado, pois o corpo está mais fragilizado pela falta de movimento, está deverá procurar por exercícios físicos que priorizem a resistência cardiopulmonar, flexibilidade e força mas com baixo impacto. Para quem não pratica nada, não é a hora de querer fazer um treino de alta intensidade, deixe isso para depois que o bebê nascer. Agora se você é uma pessoa que planeja engravidar procure iniciar seus treinos alguns meses antes, isso irá te ajudar muito, o planejamento prévio sempre é a melhor opção.

Com a pratica de um exercício físico, o processo de mudança corporal durante a gestação se torna mais fácil, pois ajuda no controle do peso, na mobilidade, baixa o risco de diabetes gestacional, controle da pressão arterial e sem falar na auto estima da mulher, principalmente para as mamães de primeira viagem. E após o nascimento ajuda muito na recuperação, independente se for parto cesárea ou normal.

Uma região a ser exercitada, que sempre indico para as gestantes e não somente para elas, mas para todas as pessoas, é o trabalho no assoalho pélvico, uma região que muitas vezes é esquecida de se trabalhar e tem uma importância enorme na vida de todos. Existe vários exercícios que podem ser feitos e o melhor de tudo, você pode fazer em qualquer lugar, sem ter que usar aparelho ou qualquer outro acessório para isso, peça ajuda a um profissional para que lhe oriente a trabalhar essa região. A educação da musculatura do assoalho pélvico irá ajudar no controle muscular dos órgãos genitais, prevenindo a incontinência urinaria, ajudando aquelas que forem realizar o parto normal e outros benefícios.

Então se você está gravida e seu médico obstetra disse que sua saúde está bem, não tem porque não se movimentar, sua saúde agradece e seu bebê também!

André Molina

CREF 010593-G/PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *