Enfermagem: Muito além do cuidado com o doente

Ah, a Enfermagem. Há quem diga que somos anjos, outros não nos dão tanto crédito. Há os que nos aplaudem nas janelas, enquanto outros acham que não fazemos mais do que nossa obrigação. Para mim, Enfermagem é muito mais que uma profissão: é uma filosofia, e porque não dizer: uma vocação.

Tecnicamente podemos conceituar a Enfermagem como “a ciência e a arte de assistir o ser humano no atendimento de suas necessidades básicas, de torná-la independente dessas assistências através da educação; de recuperar, manter e promover sua saúde, cintando para isso com a colaboração de outros profissionais” (Wanda Horta, 1968).

Florence Nightingale (1820-1910), precursora da Enfermagem Moderna, poetisa descrevendo a “arte da enfermagem é a mais bela das artes e, considerada como tal, requer pelo menos tão delicado aprendizado quanto a pintura ou escultura, pois que não pode haver comparação entre trabalho de quem se aplica à tela morta ou ao mármore frio, como o de quem se consagra ao corpo vivo”.

No Brasil, Ana Nery (1814-1880) fez história como a primeira enfermeira brasileira que serviu como voluntária na guerra do Paraguai. Contemporânea de Florence, Ana Nery utilizou os mesmos princípios de higiene, limpeza e organização que Florence usou na Guerra da Criméia.

Atualmente a enfermagem trabalha nas mais diversas frentes. Pode ter certeza que quando menos você esperar, você encontrará um enfermeiro atuando. Estamos ao lado de vocês desde antes do seu nascimento até depois da sua morte. Participamos do seu pré-natal, passamos pela sua vacinação e lutamos pela sua vida em uma unidade de terapia intensiva. Estamos na linha de frete, no meio de campo e na defesa. Estaremos com você até o seu último momento e até depois dele, apoiando a sua família no momento da sua despedida.

Estaremos ao seu lado, sempre que precisar. Seremos sua força, sua esperança e seu caminhar. E faremos tudo isso com amor, ciência, conhecimento e competência.

Acima de tudo, o enfermeiro tem importante papel na articulação do cuidado prestado pela equipe de saúde, pois promove a interação das múltiplas ações pela proximidade com o paciente, pelo seu olhar que vai além do cuidado com o corpo físico, mas envolve o contexto social, ambiental, político e econômico daquele que ele cuida.

Cinthya R. Alba Rech
Enfermeira Paliativista
COREN-PR 104793

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.