Precisamos evoluir sempre

Sou Ortodontista há 26 anos, especialidade da Odontologia que cuida dos problemas relacionados ao alinhamento e estética dos dentes, assim como, o relacionamento dos dentes com as articulações da boca.

O mal alinhamento dos dentes está relacionado a baixa autoestima, a problemas nas gengivas e aparecimento de cáries por dificuldade de higienizar corretamente , assim como a perdas de dentes e ainda podem estar relacionados a dores na face.

A humanidade vem recebendo constantes e profundas mudanças em todas as áreas. Nossos familiares próximos conviveram hà pouco mais de 200 anos atrás com doenças e com ferimentos simples , que levavam pessoas a morte, sem nenhuma chance de cura. Hoje já se fala até em amortalidade, diferente de imortalidade, por que imortal significa não morrer e amortal significa não morrer de causas ditas naturais. Passar dos 100 anos de idade, há anos atrás seria considerado um fato  super-humano. Com os avanços nas áreas da saúde, isso hoje é algo que está se tornando cada vez mais comum.

Apesar de todos os avanços, de vez em quando somos pegos de “surpresa”, por situações como esse vírus  que vem causando uma grande quantidade de mortes, e ainda não sabemos lidar com ele.

Temos que constantemente nos adaptarmos as adversidades que a vida vai nos impondo.

Voltando para a Ortodontia. Até poucos anos atrás éramos extremamente limitados nos tratamentos dos pacientes adultos. Mas os avanços que tivemos no diagnóstico, onde podemos empregar as tomografias ao invés das radiografias e a forma com que podemos mover os dentes, por meio de âncoras, colocadas estrategicamente, trouxeram mudanças significativas para o tratamento ortodôntico de pacientes adultos.

Com estes recursos podemos tratar os casos, mesmo complexos, em menos de 2 anos, evitando extrações, muito comuns na Ortodontia convencional, nos casos onde há muita falta de espaço e em alguns casos ainda conseguimos fazer tratamentos onde só eram possíveis com o auxílio de cirurgias da face. Podemos dizer que, os maiores avanços que ocorreram, na Ortodontia, foram no tratamento de pacientes adultos e adultos jovens. Não há limite de idade para o tratamento ortodôntico e a demanda tem crescido muito na faixa etária mais alta, por que as reabilitações de pacientes que perderam dentes, ou que querem uma melhor condição de saúde bucal, tem que passar quase sempre pela Ortodontia. A Ortodontia é a base, onde as outras especialidades da Odontologia vão se alicerçar, para que os tratamentos atinjam a excelência.

André Zambonato
Mestre em Ortodontia
www.andrezambonato.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *